Bota-PB espera acordo, mas admite processar xará para reaver dinheiro « Torcedor Botafoguense

Bota-PB espera acordo, mas admite processar xará para reaver dinheiro

Publicado em 03/07/2014, 18:54 por RonaldoFdeSouza

 – Atualizado em 

Bota-PB espera acordo, mas admite processar xará para reaver dinheiro

Clube paraibano pagou cota antecipada ao time carioca para participar de amistoso, mas a equipe do Rio de Janeiro acabou não viajando para jogar em João Pessoa

Por Phelipe CaldasJoão Pessoa

Nelson Lira, no Estádio Almeidão em partida contra o CRB, pela Série C (Foto: Amauri Aquino / GloboEsporte.com)
Nelson Lira espera ressarcimento das despesas com passagens, reserva de hotel e cota do jogo (Foto: Amauri Aquino / GloboEsporte.com)

O Botafogo-PB quer receber de volta o dinheiro que alega ter pago antecipadamente ao Botafogo do Rio para que o clube carioca participasse do amistoso que vai reinaugurar o Estádio Almeidão, em João Pessoa, nesta quinta-feira (3), às 20h (horário de Brasília). A partida reeditaria o confronto que marcou a inauguração do estádio, em 1975. O time de General Severiano não viajou por causa do atraso no pagamento dos salários e direitos de imagem.

Com a desistência do Glorioso, o adversário do Belo será o América-RN. Inicialmente, o clube paraibano vai em busca de uma solução amigável para o caso, mas os dirigentes afirmam que estão prontos para acionar a Justiça, caso o xará se negue a devolver o dinheiro. Segundo eles, os patrocinadores da equipe pagaram de forma antecipada o “cachê” para que o Glorioso participasse do jogo, mas a equipe do Rio acabou não viajando para João Pessoa.

O presidente do Belo, Nelson Lira, disse nesta quinta-feira que foi informado na noite anterior que o Botafogo do Rio de Janeiro não viajaria, mas até agora espera os motivos oficiais para a desistência. Apesar do imbróglio, ele ainda espera chegar a um acordo.

Se não conseguirmos esse ressarcimento amigavelmente, vamos ter que acionar o nosso departamento jurídico”.
Nelson Lira, presidente do clube paraibano

– Entendo a diretoria do Botafogo, mas espero que possamos ser ressarcidos de maneira amigável. A cota do amistoso foi paga antecipadamente. Se não conseguirmos esse ressarcimento amigavelmente, vamos ter que acionar o nosso departamento jurídico. Não vamos cobrar multas ou encargos, até porque não é atividade do Botafogo-PB ter lucro nisso. Queremos simplesmente o ressarcimento das despesas que tivemos com passagens, reservas de hotel e cota. Escolhemos o Botafogo, pois foi ele quem inaugurou o Almeidão há 40 anos – explicou Nelson em entrevista à Rádio Brasil, do Rio de Janeiro.

Lamentos contra o Fogão 

Breno Morais, conselheiro do Botafogo-PB (Foto: Larissa Keren/Globoesporte.com)
Breno Morais lamentou a falta de atenção do time carioca (Foto: Larissa Keren/Globoesporte.com)

Outro dirigente que falou sobre o caso foi o conselheiro Breno Morais. Ele declarou que o Botafogo carioca assinou um contrato e que como este não foi cumprido o dinheiro tem que ser devolvido. Ele lamentou a falta de atenção do time em não avisar formalmente os motivos para que a viagem não acontecesse, mas engrossou o coro que pede uma saída amigável.

Embora não possa revelar os valores que foram pagos ao time carioca, Breno alertou para um possível questionamento jurídico, caso nada seja feito pela diretoria do Glorioso.

– Existe uma cláusula no contrato que nos impede de falar sobre valores. Então não podemos desrespeitar o mesmo documento que queremos evocar para reavermos o dinheiro. O que posso dizer é que vamos em busca dele – resumiu.

Fonte: Globo Esporte

Comente

Para que o debate transcorra da maneira mais adequada possível, definimos algumas regras de conduta. A moderação dos comentários será feita por nosso redator e nos reservamos ao direito de apagar os comentários que fugirem a política abaixo descrita:

• O comentário divulgado deverá ter relação com o conteúdo vinculado ao post;

• Estarão proibidas mensagens de caráter comercial ou publicitário;

• Não poderá haver comentários ofensivos, preconceituosos, assim como qualquer outro que venha a ferir os bons costumes;

• Os comentários não poderão denegrir a imagem de uma pessoa, instituição ou empresa;

• Estarão proibidos comentários racistas e pornográficos ou de ideias ilegais;

Você tem que estar logado para comentar.