HÁ ALGO DIFERENTE NOS BOTAFOGUENSES « Torcedor Botafoguense

HÁ ALGO DIFERENTE NOS BOTAFOGUENSES

Publicado em 18/06/2012, 19:55 por Luiz Sergio Cunha

Todos nós temos uma glândula endócrina chamada epífise, popularmente conhecida como pineal, que é do tamanho de uma semente de nós e situa exatamente no ponto central do nosso cérebro, no cruzamento dos eixos horizontal e vertical, numa medição geométrica da nossa caixa craniana.
Essa pequeníssima glândula possui um imenso poder, pois é ela que desenvolve nossas faculdades mediúnicas, entre elas uma muito especial, que conhecemos como intuição ou popularmente como o sexto sentido.
Por ser ela alicerçada na sensibilidade, as mulheres a tem em estágio evolutivo muito mais avançado que os homens, mas é um atributo a ser desenvolvido, como é praxe entre os monges tibetanos e independe de qualquer crença religiosa.
Minha esposa, por exemplo, vira e mexe e me diz: você sabe que eu não vejo e nem escuto nada no aspecto espiritual, mas algo me diz que…… .
E o algo 90% das vezes acontece.
É através dessa faculdade que encontramos a forma de nos posicionarmos de uma forma mais contundente, no mundo paralelo, ao qual chamamos de espiritual, sem artes matemáticas, como por exemplo, fazemos a passagem do mundo temporal para o vibratório, como é necessário nos estudos dos fenômenos elétricos, os quais são muito pertinentes aos engenheiros eletricistas como eu.
A grande vantagem da intuição não é impedir as demandas que teremos que enfrentar, pois essas nos são compulsórias, mas se organizar para superá-las de uma forma definitiva e menos traumática.
Sempre procurei entender o que nos leva a ser botafoguenses, quando teria sido tão fácil optarmos por um desses clubes de massa e fazermos parte, por exemplo, de uma “nassão”.
Não me parece uma escolha racional para o mundo material em que vivemos, embora nada haja irracional em nossa escolha.
Há, no entanto, algo que transcende o curso normal nessa escolha e me é comum ler ou ouvir que nossa paixão é diferente, o que parece numa primeira impressão, meio pretensioso, pois não me parece honesto afirmar que nossa paixão seja mais contundente que a de um flamenguista, que a de um vascaíno ou tricolor.
O amor fundamentado na racionalidade, o qual é perecível pela lógica, não seve para enquadrar a nossa paixão, pois é débil, tão pouco o possessivo, fundamentado no egoísmo que tudo clama e nada doa.
Nosso amor botafoguense é de doação incondicional, pois em 66 anos de vida, jamais conheci um ex-botafoguense.
Conheci alguns que tinham que se passar por botafoguenses, por imposição paterna, mas nunca foram de fato botafoguenses.
Apenas estavam botafoguenses.
Essa paixão não tem explicação no mundo material, pois ela se origina na alma e é completamente intuitiva e fora dos padrões normais.

Assim sendo, estou convencido que a mesma, embora sitiada no coração, como as relativas aos outros clubes, a nossa emana de outra fonte.
A nossa paixão é totalmente intuitiva e se propaga de um sentido extra, que emana das energias vibratórias oriundas da epífise.
Daí dizermos que é o Botafogo que nos escolhe.
Pode ser que seja um devaneio da minha parte, mas venho estudando há tempos essa interface e passagem do mundo material para o espiritual e entre os amores que carrego comigo, me é claro que o que possuo pelo Botafogo, tem uma origem diversa, pois não sendo exclusivo, mas sim compartilhado e de tal forma que os outros amantes, ao contrário de sofrerem meu repúdio, despeito e ira, usufruem de minha fraternidade.
Abraços,

LSCUNHA

Comentarios

  1. Postado por Jose Franco em 18/06/2012, 23:15

    Cunha, recentemente estava conversando com o Maurélio e o Humberto Cottas sobre a escolha de ser Botafoguense.

    No meu caso específico, a minha família é praticamente Fluminense e a primeira vez que fui ao Maracanã assisti Fluminense x Olaria. Nem lembro do placar desse jogo do Flu e várias vezes tentei lembrar por que me tornei Botafoguense.

    A única certeza que tenho da minha infância é que os meus primeiros ídolos foram Jairzinho, Paulo Cesar e Gérson.

    SB

Comente

Para que o debate transcorra da maneira mais adequada possível, definimos algumas regras de conduta. A moderação dos comentários será feita por nosso redator e nos reservamos ao direito de apagar os comentários que fugirem a política abaixo descrita:

• O comentário divulgado deverá ter relação com o conteúdo vinculado ao post;

• Estarão proibidas mensagens de caráter comercial ou publicitário;

• Não poderá haver comentários ofensivos, preconceituosos, assim como qualquer outro que venha a ferir os bons costumes;

• Os comentários não poderão denegrir a imagem de uma pessoa, instituição ou empresa;

• Estarão proibidos comentários racistas e pornográficos ou de ideias ilegais;

Você tem que estar logado para comentar.